CANAIS DIRETO DE ATENDIMENTO

1 Envie seu e-mail pelo formulário de contato. Clique aqui!
2 Atendimento por telefone.
(83) 33412299
3 Chat on-line.
Clique aqui!

Antes de entrar em contato recolha todos os dados necessários da sua dúvida. Agradecemos seu contato!

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Seg. à Sex. de 08h às 12h e 13h às 17h.
Sábados, Domingos e Feriados toda solicitação deverá ser enviada pelo e-mail contato@enlije.com.br.

EFETUOU CADASTRO E ESQUECEU SUAS CREDENCIAIS?

Grupos de Trabalhos


Descrição: A poesia, ao longo do século XX, ocupou espaços diferenciados no contexto escolar. Num primeiro momento, à esteira da obra infantil de Bilac, serviu como instrumento de ensino de preceitos morais; depois, nas últimas décadas do século XX, figurou nos livros didáticos sem que sua especificidade estética fosse observada. Pesquisas recentes apontam a necessidade do cuidado na escolha e na abordagem do poema  na escola visando formar leitores. Este GT aceita trabalhos que tragam uma reflexão teórico-metodológica sobre a poesia voltada para o público infantil e juvenil (questões conceituais, valoração estética, análises pontuais de determinados poetas), relatos de experiências que indiquem novos caminhos de leitura, planejados a partir das especificidades do poema e do horizonte de expectativa de seus leitores, problemas ligados aos suportes em que a poesia aparece veiculada, enfim, discussões relacionadas à poesia no contexto de ensino.
Comissão:
Dra. Vaneide Lima Silva (UEPB)
Me. João Paulo Fernandes (UFPB)

Descrição: O conto, por sua brevidade, configura-se como ferramenta potencialmente eficientes para o desenvolvimento do letramento literário em sala de aula. A literatura brasileira apresenta um vasto repertório dessa narrativa, estabelecendo um campo fértil para investigação crítica, o trabalho teórico e o ensino comprometido. Este GT aceitará estudos analíticos, críticos e teóricos sobre o conto, relatos de experiência, propostas de leitura, abordagens do respectivos gênero no livro didático e propostas metodológicas para o ensino dessa narrativa.
Comissão:
Me. Kléber José C. dos Santos(UFPB)
Dra. Maria Analice Pereira(IFPB)

Descrição: O GT discutirá estudos com enfoque crítico e metodológico sobre crônicas da literatura brasileira e estrangeira, a partir de diferentes abordagens teóricas. Os trabalhos, preferencialmente, devem ter o interesse de contribuir com a recepção das crônicas na sala de aula, em turmas de Ensino Fundamental e Médio.
Comissão:
Dra. Kalina Naro Guimarães (UEPB)
Dra. Andréa Maria de Araújo Lacerda (IFRN)

Descrição: Gênero literário mais lido na contemporaneidade, o romance nem sempre recebe a atenção devida no espaço escolar. Ora se trabalha a partir de resumos, ora a partir de adaptações de obras, procedimentos que muitas vezes mutila romances importantes e impede uma experiência leitora significativa. Embora não haja uma delimitação precisa do que seja romance juvenil, acreditamos ser possível, a partir do horizonte de experiência dos leitores, indicar obras romanescas que oportunizem reflexões entre jovens leitores. Este GT discutirá possíveis particularidades do romance juvenil, questionamentos relativos à qualidade destas obras, relatos de experiências com romances diversos no âmbito do ensino, estudos pontuais sobre determinados autores.
Comissão:
Ma. Etiene M. Rodrigues(FIP)
Ma. Luciene Batista Aranha(Rede Pública Estadual)

Descrição: No âmbito da literatura infantil, a narrativa é o gênero mais editado e que mais chega à escola. Embora possamos ostentar produção de estórias infantis de valor estético comprovado, por outro há ainda muita mistura entre obras literárias e obras paradidáticas, o que leva à divulgação de livros que não têm nada de literário. Estas e outras questões terão espaço para discussão neste GT. Também serão aceitos estudos sobre autores, temas recorrentes em diferentes obras, recepção de obras pelos leitores mirins, projetos de leitura de escolas e grupos maiores (secretaria de educação, etc.) farão parte deste grupo de trabalho.
Comissão:
Dra. Ana Lúcia Maria de S. Neves (UEPB)
Dra. Liliane Jamir (FAFIRE-PE)

Descrição: O texto dramático está entre os gêneros textuais mais ausentes da prática escolar. As experiências com esse tipo de texto costumam envolver crianças e jovens de modo diferenciado. Ao divulgar pesquisas voltadas para a leitura do texto dramático e as possibilidades de sua abordagem na escola poderá trazer uma importante contribuição para a formação de leitores. Neste GT, aceitam-se trabalhos que discutam experiências didáticas direcionadas ao ensino de literatura no nível fundamental e médio, envolvendo textos dramatúrgicos e/ou jogos dramáticos. Também serão aceitas discussões que envolvam o livro didático de literatura, no que tange às discussões do gênero dramático, como também o mercado editorial destes textos.
Comissão:
Dra. Kelly Sheila Inocêncio C. Aires (IFPB)
Dra. Valéria Andrade (UFCG)

Descrição: Tendo em vista a necessidade de maior difusão e reflexões acerca das produções literárias que sugerem a valorização e ressignificação da história e das culturas afrobrasileira e africana priorizaremos, no presente GT, tais produções, sobretudo aquelas destinadas às crianças e jovens (denominadas infanto-juvenis) e, também, as obras destinadas aos leitores do Ensino Médio. Interessam-nos, portanto, as produções que inovam o cenário literário (poesia e prosa), em termos temáticos e estéticos, na área em foco.
Comissão:
Dra. Maria Anória Oliveira (UNEB)
Dra. Rosilda Alves Bezerra (UEPB)

Descrição: A experiência inicial de leitura das crianças se dá pela audição e pela visão.  Todos já presenciaram a cena de uma criança lendo uma narrativa por imagens, como se estivesse lendo as palavras. Pesquisas revelam que cada vez mais a ilustração se constitui como um importante instrumento na fase inicial de formação de leitores. Serão aceitos neste grupo relatos de experiências de leitura em que a ilustração assume papel relevante nos diversos níveis de ensino. Interessa-nos, ainda, os estudos críticos do diálogo texto-imagem em obras da literatura infanto-juvenil, histórias em quadrinhos, livros didáticos e outros suportes em que a imagem seja central para as possibilidades de ampliação de experiências de leitura.
Comissão:
Dra. Márcia Tavares Silva(UFCG)
Dra. Maria Lúcia Pessoa Sampaio

Descrição: Este GT está aberto a pesquisas que estejam voltadas para as possibilidades de trabalho com as literaturas popular e erudita no cotidiano da sala de aula. Também podem ser contemplados estudos e relatos de experiências que discutam os aspectos que aproximam a Literatura Popular e a Literatura erudita, assim como a importância destas na formação de leitores.
Comissão:
Dra. Naelza de Araújo Wanderley (UFCG)
Ma. Adriana Martins Cavalcante (IFPB)

Descrição: Os objetivos deste Grupo de Trabalho são discutir o ensino de literaturas de língua espanhola e refletir sobre os estudos atuais dessa área de conhecimento. Nessa perspectiva, aceitaremos trabalhos que abordem tanto o ensino de literatura em aulas de Espanhol Língua Espanhola (ELE) quanto os estudos que resultem de pesquisas em literaturas de línguas espanholas.
Comissão:
Ma. Isis Milreu (UFCG)
Ma. Thays Albuquerque (UEPB)

Descrição: Devido à sua multiplicidade de sentidos e sua característica polissêmica, a literatura é um importante veículo para a formação da pluricultura no processo de ensino/aprendizagem, tanto no âmbito de Língua Materna quanto no de Línguas Estrangeiras. Por isso, é fundamental refletir sobre as relações que se costumam estabelecer entre o ensino de uma língua e sua literatura e a razão pela qual se costuma confinar cada uma em um espaço único e não compartilhado. Assim, este GT tem por objetivo discutir pesquisas e experiências que contemplem os estudos literários em contextos de ensino de língua materna e de línguas estrangeiras. Acolheremos tanto reflexões teóricas como relatos de pesquisas ou de experiências que abordem o tema em debate.
Comissão:
Dra. Josilene Pinheiro-Mariz(UFCG)
Dra. Ana Luiza Ramazzina Ghirard (UNIFESP)

Descrição: A proposta sugere a investigação de questões linguístico-culturais envolvendo a tradução intersemiótica, legendas, cinema e literatura. São investigadas traduções em contexto verbal e não verbal, com vistas à interpretação cultural, a partir do uso de tradução de textos literários e cinema. A proposta inclui estudos sobre representação sócio-cultural em contexto tradutório através da análise de obras literárias traduzidas e adaptadas (literatura infantil, quadrinhos e outros gêneros) e de filmes e suas linguagens verbal e não verbal. Serão abordados aspectos relacionados: I) à adaptação de obras seguindo critérios relacionados a fatores de recepção - desde o meio de divulgação até o leitor e sua cultura - e II) à tradução intersemiótica em contexto fílmico e suas implicações em contextos diversos de recepção, avaliando a linguagem verbal nas legendas, bem como a omissão da mesma, comparada às imagens fílmicas.
Comissão:
Dra. Sinara de Oliveira Branco (UFCG)
Ma. Marília Cacho (UEPB)

Descrição: No texto literário, a palavra é, por vezes, plástica, rítmica, melódica, sensorial, aspectos que reverberam no ato da leitura e na formação do leitor. Além disso, o fenômeno literário estabelece diversos pontos de contato e interfaces com outras manifestações artísticas, tais como a pintura, a fotografia, o cinema, o teatro, a dança, a música, etc. A exploração da dimensão artística do texto literário e de sua interrelação com outras artes permite a realização de um trabalho expressivo e significativo com a leitura no ensino de literatura. Este GT tem como proposta acolher trabalhos que tematizem interfaces entre a literatura e os diversos outros campos das artes, tomando como foco a formação do leitor em sala de aula, a análise de elementos artísticos presentes em textos literários, ou ainda, relações interdisciplinares entre o universo das artes em geral e o universo literário.
Comissão:
Dra. Eliana Oliveira Kefalás (UFAL)
Ma. Eliane Bezerra da Silva(UEAL)

Descrição: Tendo em vista que as representações infantis são temas que fomentam o estudo da literatura infanto-juvenil, este GT receberá propostas que apresentem a infância do escritor de literaturas nacionais e estrangeiras. Ele tem como objetivo maior a dessacralização da leitura do texto literário fazendo com que o leitor iniciante compreenda que um escritor já foi criança e que sua criação advém em grande parte dessas memórias. Além disso, abarcaremos discussões acerca de obras de autores canônicos nacionais e estrangeiros direcionadas ao público infanto-juvenil.
Comissão:
Dra. Rosiane Xypas(UFCG)
Me. Suênio Steveson(UFCG)

Descrição: Interessam-nos estudos sobre a diversidade humana, pela literatura, dentro de um horizonte ético que procura propiciar reflexões sobre indivíduos ou grupos a partir de marcadores sociais como classe, idade, religião, gênero sexual, sexualidade. Nesta perspectiva, o texto literário se constitui como uma possibilidade de conduzir uma reflexão sobre a alteridade, de modo que a sala de aula possa se tornar um espaço de discussão e valorização da diferença.
Comissão:
Profa. Dra. Aldinida Medeiros - UEPB (ELLU/CNPq)
Prof. Dr. Marcelo Medeiros - UEPB (ELLU/CNPq)

TOP

A wonderful serenity has taken possession of my entire soul, like these sweet mornings of spring which I enjoy with my whole heart. I am alone, and feel the charm of existence in this spot, which was created for the bliss of souls like mine.

I am so happy, my dear friend, so absorbed in the exquisite sense of mere tranquil existence, that I neglect my talents. I should be incapable of drawing a single stroke at the present moment; and yet I feel that I never was a greater artist than now.

When, while the lovely valley teems with vapour around me, and the meridian sun strikes the upper surface of the impenetrable foliage of my trees, and but a few stray gleams steal into the inner sanctuary, I throw myself down among the tall grass by the trickling stream; and, as I lie close to the earth, a thousand unknown plants are noticed by me: when I hear the buzz of the little world among the stalks, and grow familiar with the countless indescribable forms of the insects and flies, then I feel the presence of the Almighty, who formed us in his own image.

Duis dictum tristique lacus, id placerat dolor lobortis sed. In nulla lorem, accumsan sed mollis eu, dapibus non sapien. Curabitur eu adipiscing ipsum. Mauris ut dui turpis, vel iaculis est. Morbi molestie fermentum sem quis ultricies. Mauris ac lacinia sapien. Fusce ut enim libero, vitae venenatis arcu. Cras viverra, libero a fringilla gravida, dolor enim cursus turpis, id sodales sem justo sit amet lectus. Fusce ut arcu eu metus lacinia commodo. Proin cursus ornare turpis, et faucibus ipsum egestas ut. Maecenas aliquam suscipit ante non consectetur. Etiam quis metus a dolor vehicula scelerisque.

Nam elementum consequat bibendum. Suspendisse id semper odio. Sed nec leo vel ligula cursus aliquet a nec nulla. Sed eu nulla quam. Etiam quis est ut sapien volutpat vulputate. Cras in purus quis sapien aliquam viverra et volutpat ligula. Vestibulum condimentum ultricies pharetra. Etiam dapibus cursus ligula quis iaculis. Mauris pellentesque dui quis mi fermentum elementum sodales libero consequat. Duis eu elit et dui varius bibendum. Sed interdum nisl in ante sollicitudin id facilisis tortor ullamcorper. Etiam scelerisque leo vel elit venenatis nec condimentum ipsum molestie. In hac habitasse platea dictumst. Sed quis nulla et nibh aliquam cursus vitae quis enim. Maecenas eget risus turpis.